segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Ei Pessoinhas!

Infelizmente hoje é segunda, fim de semana deixa saudades, de fazer nada, melhor coisa que tem, não fiz muitas coisas, mas uma coisa foi engraçada. Não contei mas quarta-feira eu estava caminhando e vi um garoto, ele é irmão de uma velha conhecida minha e da minha mãe, enfim, eu estava caminhando e ele estava caminhando na minha direção, como eu tenho o facebook dele pensei que ele me conhecia, então virei o rosto para fingir que não tinha visto ele mas sabe quando a pessoa insiste em te encarar? Então aconteceu isso. Acabou que nesse fim de semana puxei papo no face com ele, conversamos muito, ele sempre puxava assunto, ele é gente boa, W., W. é gente boa.
OBS.: Sobre Antônio? Não conversamos muito, ele foi para outra cidade ver o pai dele, acabou que foi em um show e ficou com umas meninas, não, não fiquei mal, eu sou nada dele, não tem motivos, ele fica com quem quiser.

Combinamos de ir para a igreja e lá fomos nos para a igreja, chegando lá vi ele na metade da missa, só que ele não conseguia me ver, teve uma hora que tive que ir lá na frente comungar e vi que ele me viu e ficou me encarando e na minha cabeça eu pensei "AGP, por favor não tropece em si mesma, não faça movimentos bruscos, ele está olhando" quando me virei vi que ele me olhava, voltei para meu lugar, quando acabou a missa vejo ele fora da igreja, vou em direção a irmã dele (ele estava do lado) e ela fala:

Irmã do W.- Nossa como você está grande, uma mulher!
AGP-  Obrigada -eu sem graça- Como você está?
Irmã do W.- Bem e você?
AGP-  Estou muito bem, soube que o aniversário de vovó é amanhã?
Irmã do W.- Sim, eu sabia sim, vai ter uma festa para ela na igreja -risos-
AGP- Mas gente, só eu que pensei que era hoje?
Irmã do W.- Acho que sim! 

Nisso olho o W., meu Deus que corpo era aquele, que olhos azuis, que cabelo loiro, que barba, minhas pernas tremiam:

AGP- Ei! -aceno-
W.- Ei -ele acena-

Logo depois nos abraçamos, e eu podia jurar para vocês que eu iria desmaiar, sério, muito engraçado.

Hoje passei a tarde e a manhã estudando (corri também), fui para a faculdade, estudei e depois fui para a sinuca, vi Antônio, sentei em uma das mesas e ele ficou ao meu lado, nisso vejo S. (ao lado da mesa de sinuca, 2 metros depois na parede tem uma porta de correr de vidro que dá acesso a área de fumantes e a outro tipo de saída da cantina), vi ele olhando para cima, quando voltei a olhar ele estava me encarando em pé, aceno só com os dedos e volto a olhar o jogo, 6 segundos depois olho para ele de novo e estava ele me olhando, por que isso? Eu hein, depois ele veio até mim, e me deu um beijo na bochecha, começamos a conversar sobre o fim de semana, bom, ele, eu estava fria,ele disse que ele iria para sala e eu disse só um "tchau" o que mais ele esperaria? Então vi ele saindo pela porta de vidro, continuei olhando para ela ate que 4 segundos depois vejo uma cabecinha me olhando, era ele, acenando com uma cara de cachorro que caiu do caminhão de mudança.

No intervalo, fico com Baiano e uns amigos dele, nenhum sinal de Antônio, mas S. entrava a minha direita e ele de costas para mim com o nosso grupo de amigos, quando eu fui perceber que ele estava lá, ele não para de me encarar, eu olhava e estava ele me encarando, isso aconteceu umas 6x, teve uma hora que eu também encarei, e ficamos uns 20 segundos nos encarando, até que eu não consegui e abaixei a cabeça, quando eu fui ver ele tinha sumido. Resolvi ir até o Bruno e a Jéssica, ver como Bruno estava, depois de uns 5 minutos S. chega com uma pizza na mão (sim, na mão) e quase esfrega na minha cara para eu comer, ele ria e eu séria, não sei como estava aguentando, tratar alguém com tanta frieza, e depois ele começa a reclamar:

S.- Por que eu não peguei um prato? Que merda.

E a idiota aqui fez o que? Foi lá pegar prato e guardanapo, cheguei lá com o prato e disse:


AGP- Pronto, agora para de reclamar.
Jéssica- Você foi lá pegar o prato pra ele?
Bruno- Que fofo cara
S.- Você fez isso mesmo?

Ele fica me olhando com aquele olhar de apaixonado e me da um beijo na cabeça. E ele me suja em uma quantidade que é absurdamente grande, e eu já imaginava. Entrego os guardanapos a ele. Ele ficou de boquiaberta do que eu sabia que iria acontecer, sim eu conheço o S. muito bem. Bruno e Jéssica vão embora nos deixando sozinhos, sentamos em uma mesa e começamos a conversar, depois fomos normalmente cada um para sua sala. Conversei com Antônio sobre eu e meus sentimentos, que acharia melhor esperarmos um pouco até que eu esqueça totalmente o S., ele não gosta mas aceita e respeita..

Na saída, sento com G. e a Thays, ficamos conversando um tempo, Antônio chega e brinca com meu cabelo, convido-o para sentar do meu lado, ele faz sinal de que já estava indo embora e eu entendo, 5 minutos depois vejo S. e vou beber água, enquanto estou na fila ele venda meus olhos e espere que eu acerte, acertei e ele ficou muito feliz, garoto bobo (risos).

Na despedida (só eu falar isso que vocês já pensam mil coisas não é mesmo?), ele diz boa noite e eu também, vou andando, até que olho para trás, ele me olha e vem quase correndo em minha direção, me abraça forte e ficamos lá, no meio do pátio vazio abraçados, até que ele coloca o queixo na minha cabeça e olho para ele rindo, ele me olha, chega mais perto e me beija, impossível não gostar daquele beijo, ele tira minha mochila das costas e me aperta, e no final ele diz :

"Boa noite meu anjo"

Sabe, sei que não foi "certo" ter feito isso, nem com Antônio e nem com meus sentimentos, mas não consegui resistir, e enquanto vinha para cara eu pensei, eu posso ficar com ele sem ficar pensando em ter algo com ele, pronto, uma "resposta" para meus problemas, consegui me conformar que não vou ter nada com ele, que é só atração e será apenas isso, e assim ir acabando o que eu sinto por ele, é meio confuso, mas pode dar certo, quando ficamos eu pensei "é só isso, mais nada" e eu me senti bem, eu sei eu gosto dele mas também que vou arrumar alguém melhor que ele, ele não é para mim. SIM! EU CONSEGUI COLOCAR ISSO NO MEU CORAÇÃO! Estou feliz por isso, é um jeito muito estranho de desgostar de uma pessoa, mas sabe, está sendo bom para mim. Me sinto mal pelo Antônio, apesar de não ter nada com ele, mas não sei, acho que temos de conversar mais, ele está indo rápido demais com as coisas.

Antigamente, esse era o meu problema, agora é o dele comigo, ainda combinamos de conversar, só vamos parar de ficar. Acho melhor conhecer ele mais. Então é isso pessoinhas! Até mais e obrigada por aqueles que estão comentando, estou ficando muito feliz.

1 comentário:

  1. oi flor
    primeira vez aki te visitando
    to te seguindooo...
    bjs da pikeenna

    ResponderEliminar